PROGRAMAÇÃO

Leitura Dramática
ESPETÁCULO SÃO PAULO
Por Regina Braga, Isabel Teixeira e convidados

Sexta-feira, 17 de maio, das 19h às 21h


Para realizar sua inscrição, clique aqui

 

A leitura dramática do espetáculo São Paulo, de Regina Braga, em companhia de três músicos e direção de Isabel Teixeira, pretende trazer ao público a reflexão sobre a  história do município , de sua fundação à emergência de uma das maiores cidades do mundo. Com textos de Roberto Pompeu de Toledo, Alcântara Machado, Mário de Andrade, Paulo Prado, José de Anchieta, Castro Alves, Guilherme de Almeida, Itamar Assumpção, Drauzio Varella, entre outros, e músicas de Paulo Vanzolini, Adoniran Barbosa, Luiz Tatit, Chico Cesar, Renato Teixeira e outros compositores, o espetáculo procura demonstrar o cotidiano e as desafios dos habitantes de nossa ”paulicéia desvairada”. 

 

Ficha Técnica

Roteiro 

Regina Braga

 

Colaboração no roteiro

Isabel Teixeira, Aline Meyer, Vitor Casagrande, Alfredo Hacl Castro, e Guilherme Girardi e Mônica Sucupira

 

Elenco

Regina Braga

Vitor Casagrande (cavaquinho e bandolim)

Alfredo Hacl Castro (percussão)

Guilherme Girardi (violões)

 

Direção

Isabel Teixeira

 

Assistência de direção

Aline Meyer

 

Direção de produção

Regina Braga e Isabel Teixeira

 

Realização

Ágora Produções Teatrais e Artísticas

 

 

Regina Braga é atriz, diretora e dramaturga. Seus mais recentes trabalhos são: 2011: dirigiu o espetáculo TOTATIANDO, onde Zélia interpreta canções de Luiz Tatit. Em 2013 produz e atua no espetáculo DESARTICULAÇÕES, texto de Sylvia Molloy, sob a direção de Isabel Teixeira. Em 2015 realiza a peça AGORA EU VOU FICAR BONITA, roteiro de Regina e Drauzio Varella, direção de Isabel Teixeira. A atriz participa, ao longo de toda sua carreira, de expressivos trabalhos na TV e no cinema. Seus trabalhos na TV mais lembrados são: A série Alice, direção de Karin Anouiz, na HBO em 2008; as novelas Meu Pé de Laranja Lima na TV Bandeirantes em 1980, Por Amor na TV Globo em 1997; o remake de Ti- ti - ti na TV Globo em 2010; o filme Irmã Dulce, direção de Vicente AMorim (2014). Prêmios: Molière de melhor atriz por UMA RELAÇÃO TÃO DELICADA (1989); Molière de melhor atriz por CHIQUINHA GONZAGA Ô ABRE ALAS (1983); prêmio APCA - revelação de Atriz pelo conjunto dos trabalhos.


Isabel Teixeira é atriz formada pela EAD. Seus trabalhos mais recentes são: assistente de Regina Braga no espetáculo TOTATIANDO, com Zélia Duncan (2011). Direção: DESARTICULAÇÕES, com Regina Braga e texto de Sylvia Molloy (2013). TUDO ESCLARECIDO, show de Zélia Duncan (2013); ANIMAIS NA PISTA, de Michelle Ferreira (2014) AGORA EU VOU FICAR BONITA, com Regina Braga e Celso Sim, roteiro de Regina Braga e Drauzio Varella (2014). FIM DE JOGO, de Samuel Beckett, com Renato Borghi (2016). LOVLOVLOV, Peça Única em Cinco Choques, (2016). A MULHER QUE DIGITA, de Carla Kinzo (2017). Como atriz: PUZZLE (a, b, c e d), sob a dir. de Felipe Hirsch (2014). E SE ELAS FOSSEM PARA MOSCOU? - cumprindo temporada ao redor do mundo até 2020. É contratada, como integrante da Cia. Vérice de Teatro,  pelo Teatro Odeon de Paris e pelo Le Centquatre-Paris para atuar no espetáculo ÍTACA, de Christiane Jatahy, que estreou em Paris em abril de 2018. Prêmios: Shell de melhor atriz por RAINHA(S) (2009). 


Foto: Ateliê Fora de Esquadro