PROGRAMAÇÃO

Exposição
FANTOCHES DA MEIA-NOITE

A exposição “Fantoches da meia-noite – A modernidade que sai das sombras”, na Casa Mário de Andrade, focaliza uma das criações mais representativas do processo de instauração do movimento modernista no Brasil: o raríssimo álbum de gravuras de Di Cavalcanti Fantoches da meia-noite, publicado em 1922 pela Editora Monteiro Lobato e Cia. Estarão expostas as 16 pranchas que integram o exemplar do acervo da Casa Guilherme de Almeida, colorido à mão por seu autor.  A mostra relembra, por meio de referências, o histórico dessa obra cujos originais foram expostos em novembro de 1921, na Casa Editora O Livro, em São Paulo. Di Cavalcanti relata, em sua autobiografia, que no local da exposição ocorreu um encontro entre Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia, Mário de Andrade, Guilherme de Almeida e Graça Aranha, que propunha realizar “conferências, exposições e concertos” a fim de reunir cariocas e paulistas em torno do movimento modernista: o resultado foi a Semana de Arte Moderna de 1922.


SERVIÇO

Exposição

Fantoches da meia-noite – A modernidade que sai das sombras

A partir de 8 de julho, de terça a domingo, das 10h às 18h

Agendamentos neste link



MAPA DO SITE

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.
Consulte a Política de Privacidade para obter mais informações.

ACEITAR