PROGRAMAÇÃO

Curso
ALFAIATARIA E MODOS DE VESTIR NO INÍCIO DO SÉCULO XX
Com Carolina Casarin

ALFAIATARIA E MODOS DE VESTIR NO INÍCIO DO SÉCULO XX: OSWALD, MÁRIO DE ANDRADE E TARSILA DO AMARAL 

Quartas-feiras, 10, 17 e 24 de novembro e 1 de dezembro, das 19h às 21h 


O objetivo do curso é introduzir os participantes no estudo da moda e dos modos de vestir no início do século XX, dando-se atenção especial aos itens dos guarda-roupas de Mário de Andrade e do casal Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral.


Para realizar sua inscrição, clique aqui.

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

O link será enviado aos inscritos por e-mail. 


Cronograma das atividades: 


10/11 – Modos de vestir do grupo modernista de São Paulo

A aparência e os modos de vestir são importantes para uma apreciação do modernismo brasileiro. Nesta primeira aula, conheceremos como se vestiam aqueles que participaram do movimento modernista na década de 1920.


17/11 – A alfaiataria dinâmica de Oswald de Andrade

As roupas de Oswald de Andrade construíram uma figura que transitou do burguês e homem de negócios ao artista de vanguarda excêntrico. O tema do encontro é a multiplicidade da aparência de Oswald e como ela expressa diferentes modos de se relacionar com a modernidade e a tradição em relação ao vestuário. 


24/11 – Princesa Tarsila de Oropa e Antropofagia

Analisaremos como o surgimento da artista Tarsila do Amaral, pintora moderna e brasileira, implicou numa mudança em sua forma de apresentação pública. Dona de um guarda-roupa notável, o figurino de Tarsila na encenação da brasilidade modernista é assinado pelo alta-costura.


1/12 – O enxoval do Turista Aprendiz

Abordaremos a aparência de Mário de Andrade ao longo das duas viagens do escritor ao Nordeste e ao Norte do Brasil, ao final dos anos 1920. A obra O Turista Aprendiz nos oferece material abundante para analisarmos o enxoval preparado por Mário para essas ocasiões.



Carolina Casarin é graduada e mestre em Letras, e doutora em Artes Visuais. Sua tese, “O guarda-roupa modernista”, fala sobre a importância do vestuário e da moda no Modernismo brasileiro, ao analisar a aparência do casal Tarsila do Amaral e Oswald de Andrade na década de 1920. É professora e pesquisadora de história do vestuário e da moda, além de acumular experiência em diversas áreas, entre elas figurino e edição de texto.


*Haverá emissão de certificado ao aluno que obtiver 75% de frequência na atividade.


*Esta atividade poderá contar como crédito de horas para o Programa Formativo "Patrimônio, Memória e Gestão Cultural".



Fotos: Acervo particular/Acervo IEB-USP

MAPA DO SITE

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.
Consulte sobre os Cookies e a Política de Privacidade para obter mais informações.

ACEITAR