PROGRAMAÇÃO

Curso
SETE MULHERES NA VIDA DE MÁRIO DE ANDRADE
Com Laura Escorel e convidadas

Terças-feiras, 8, 15, 22 e 29 de março, das 19h às 21h


O curso apresenta sete mulheres que tiveram papel marcante na trajetória do escritor Mário de Andrade. O objetivo do curso é refletir sobre a presença dessas mulheres na vida de Mário de Andrade, apresentando momentos da obra do escritor relacionados a elas.


Para realizar sua inscrição, clique aqui.

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

O link será enviado aos inscritos por e-mail. 


Cronograma das atividades: 


 8/03 - Maria Luisa Andrade e Ana Francisca Leite Moraes

No encontro, abordaremos a relação com a mãe, Maria Luisa Andrade, e a tia, Ana Francisca Leite Moraes, a vida doméstica e os reflexos dessas relações em determinados momentos da obra do autor. Como referência sobre o ambiente familiar será utilizado o livro Pio & Mário – diálogo da vida inteira, que reúne a correspondência de Mário de Andrade e Pio Lourenço Corrêa.


15/03 - Gilda de Mello e Souza

Trataremos sobre a prima, a professora, ensaísta e crítica de arte Gilda de Mello e Souza, de quem foi mentor intelectual e com quem manteve uma correspondência publicada no livro A palavra afiada, organizado por Walnice Nogueira Galvão. A aula apresentará ainda um pouco da relação crítica de Gilda com a obra de Mário, desenvolvida no livro O tupi e o alaúde.


22/03 - Oneyda Alvarenga e Henriqueta Lisboa

Discutiremos a crítica musical Oneyda Alvarenga, diretora da Discoteca Pública de São Paulo e a poeta Henriqueta Lisboa. Como referência serão utilizados os livros Cartas, Mário de Andrade - Oneyda Alvarenga e Correspondência Mário de Andrade & Henriqueta Lisboa, organizado por Eneida Maria de Souza.

Convidada: Flávia Camargo Toni.


29/03 - Anita Malfatti e Tarsila do Amaral

Na aula, apresentaremos a relação com as pintoras Anita Malfatti e Tarsila Amaral, a correspondência entre elas e o escritor, a presença de ambas na crítica e na coleção de arte de Mário. Como referência serão utilizados os livros Anita Malfatti no tempo e no espaço, de Marta Rossetti Batista e Correspondência Mário de Andrade & Tarsila do Amaral, organizado por Aracy Amaral.

Convidada: Regina Teixeira de Barros.


Flávia Camargo Toni é mestre (1985) e Doutora (1989) em Artes, é Livre-Docente (2004) e Professora Titular (2009) da Universidade de São Paulo. Atualmente é Vice-Diretora do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo.  No mesmo órgão, foi Presidente e Coordenadora do Programa Culturas e Identidades Brasileiras entre 2010 e 2014. Na década de 1980, como pesquisadora do Centro Cultural São Paulo, processou e descreveu todo o acervo constituído pela Missão de Pesquisas Folclóricas trabalhando, a partir de então, pelo restauro e preservação da coleção. Na Musicologia, tem trabalhado com ênfase nos assuntos da primeira metade do século XX atuando principalmente nos seguintes temas: a literatura musical de Mário de Andrade, Modernismo e Música, Camargo Guarnieri: vida e obra, Etnomusicologia, Metodologia da Pesquisa em Música.


Laura Escorel é designer, editora e pesquisadora. Doutoranda em História da Arte no PGEHA-USP, desenvolve tese sobre a fotógrafa Madalena Schwartz sob orientação da professora Helouise Costa. Coordenadora do Projeto de Organização dos Arquivos de Antonio Candido e Gilda de Mello e Souza, no IEB-USP (2018-2020), e curadora da Ocupação Antonio Candido (2018), em parceria com o Instituto Itaú Cultural, atualmente desenvolve projeto de exposição sobre o livro O espírito das roupas – a moda no século XIX, de Gilda de Mello e Souza, para o Sesc Araraquara.


Regina Teixeira de Barros é doutora em Estética e História da Arte pela USP. Entre 2003 e 2015 foi curadora da Pinacoteca de São Paulo e, desde então, atua como curadora independente. Em 2017, recebeu prêmios da ABCA e da APCA pela exposição "Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna", realizada no MAM- SP. Foi coordenadora de pesquisa e editora do Catálogo Raisonné Tarsila do Amaral. Realizou em 2021, juntamente com Aracy A. Amaral, a exposição "Moderno onde? Moderno quando?", no Museu de Arte Moderna de São Paulo.


*Haverá emissão de certificado ao aluno que obtiver 75% de frequência na atividade.


Fotos: Maria Luisa Andrade. Acervo IEB-USP. / Gilda de Mello e Souza. Acervo Ouro sobre Azul. / Oneyda Alvarenga. Acervo IEB-USP.



MAPA DO SITE

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.
Consulte sobre os Cookies e a Política de Privacidade para obter mais informações.

ACEITAR